O MERCADO

Entidades discutem diversificação do modal ferroviário

Um dos destaques do segundo dia da NT Expo - 19ª Negócios nos Trilhos foi o workshop realizado pela Associação Nacional de Transporte Ferroviário (ANTF), Associação Brasileira da Indústria Ferroviária (Abifer) e Sindicato Interestadual da Indústria de Materiais e Equipamentos Ferroviários e Rodoviários (Simefre). O encontro discutiu temas como a “Prorrogação das concessões para novos investimentos no setor” e os “Investimentos nos novos projetos e nas prorrogações das concessões”.

Para Sérgio Lobo, diretor da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), o setor ferroviário precisa encontrar novos rumos e aprimorar o sistema. “Em 2011 o segmento era responsável por cerca de 30% da matriz modal. No ano passado, perdeu espaço e o índice caiu para 15%. É fundamental avaliar novas oportunidades. A ANTT acredita no crescimento do transporte de granéis agrícolas e vê potencial, também, na carga geral”, afirmou. Ele citou, ainda, que o conceito de short lines deve ser mais discutido.

Dalmo Marchetti, gerente setorial do Departamento de Transportes e Logística do BNDES,
também defende que diversificar a operação é o caminho do modal ferroviário no país: “O segmento precisa atrair cargas que estão fora do sistema. O desafio é sair da visão de curto prazo para focar em projetos de médio e longo prazos. O BNDES é um antigo parceiro do segmento e vai apoiar iniciativas”.

Fonte: Conteúdo Empresarial

Search

Mais Lido

    ubm white

     

     

    Newsletter

    entrada invalida
    entrada invalida
    entrada invalida
    e-mail invalido
    Entrada Inválida
    Entrada Inválida
    Entrada Inválida