O MERCADO

VLT Carioca tem novos fluxos e crescimento de demanda

VLT Carioca tem novos fluxos e crescimento de demanda

Um mês após o início da operação com passageiros na Central do Brasil, já é possível perceber mudanças significativas no VLT Carioca. A principal delas é o fluxo de passageiros. A média de pessoas transportadas por dia útil cresceu 25% no período, atingindo picos de 58 mil/dia. A estação já entra em operação como a segunda mais movimentada do sistema, recebendo atualmente cerca de 10 mil pessoas por dia entre embarques e desembarques, atrás apenas da Cinelândia.

Outro movimento importante aconteceu na parada Colombo, também da linha 2. Ponto de transferência para a linha 1, ela teve aumento de fluxo acima de 80% após o início da circulação na Central e também se colocou entre as três mais movimentadas do sistema entre o fim de outubro e a segunda quinzena de novembro. A estação Praça XV foi outra que apresentou crescimento relevante, na ordem de 40%, evidenciando a facilidade de mais uma ligação entre as barcas e a região central.

O tempo médio de viagem entre Praça XV e Rodoviária é de 23 minutos. O percurso é ainda mais curto saindo das barcas para outros pontos da linha 2 (Praça Tiradentes em 5 minutos e Central em 12) ou fazendo a conexão com a linha 1 (Cinelândia em 13 minutos, Praça Mauá em 15 e Santos Dumont em 17).

Obras da linha 3 a partir de janeiro

Novembro marca também o início dos trabalhos de engenharia para a implantação da linha 3 do VLT. O trecho sai da Central do Brasil e, via Av. Marechal Floriano, se conecta com a linha 1 entre São Bento e Candelária, chegando também ao Santos Dumont. O planejamento é que as obras comecem em janeiro de 2018, com previsão de operação até o fim do ano.

FONTE: ANP Trilhos

Search

Mais Lido

    ubm white

     

     

    Newsletter

    entrada invalida
    entrada invalida
    entrada invalida
    e-mail invalido
    Entrada Inválida
    Entrada Inválida
    Entrada Inválida