O MERCADO

PreviousNext

Governo Federal garante a construção da FICO

Os estados de Mato Grosso e Goiás garantiram, por meio do Governo Federal, que a primeira etapa da Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (FICO) comece. O projeto total da ferrovia liga Goiás até o estado de Rondônia, começando por Campinorte (GO), passando por Água Boa (MT), Lucas do Rio Verde (MT) e Vilhena (RO), e terminando em Porto Velho (RO). A primeira etapa é a que liga Campinorte a Água Boa. A garantia desta primeira parte é considerada uma vitória para o setor de infraestrutura e logística da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja), já que os governos do Pará e do Espírito Santo exigiam que os recursos garantidos para FICO permanecessem em ambos os estados. “O recurso para a primeira etapa da FICO está vindo das prorrogações de concessões das ferrovias do Carajás (Pará e Maranhão) e da Vitória-Minas (Minas Gerais e Espírito Santo), que gerarão cerca de R$ 4 bilhões. Tanto o Pará quanto o Espírito Santo estavam requerendo o recurso, mas o Governo Federal, por meio do presidente Michel Temer, entendeu que é muito importante priorizar, neste momento, a FICO. De acordo com o Governo, outras soluções serão buscadas para o Pará e o Espírito Santo”, explica o diretor executivo do Movimento Pró-Logística e consultor da Aprosoja, Edeon Vaz Ferreira. Ainda, conforme dados do Movimento Pró-Logística, a FICO trará um alívio significativo para o escoamento de grãos do Vale do Araguaia, região ao Leste de Mato Grosso. “Com a ferrovia pronta, será possível o escoamento de parte da produção do Vale do Araguaia para Ferrovia Norte Sul, permitindo que sejam acessados os portos de Itaqui (MA), no Norte do país, e Santos, no Sudeste. A FICO também permitirá uma redução de custos com frete de aproximadamente 25%”, completa Ferreira. De vale dos Esquecidos para Vale da Prosperidade… Para o ministro da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Blairo Maggi, “o Vale dos Esquecidos, como se chamava a região, se tornará o Vale da Prosperidade”. Ainda de acordo com Maggi, “a FICO é um projeto que nasceu em 2009, e com as forças políticas de Mato Grosso, fomos discutindo como chegar com a ferrovia no Estado. Todos nós trabalhamos para fazer a Fico que ficou adormecida até agora, porque nunca houve recursos, não tinha um projeto para ser executado financeiramente, mas agora com os recursos garantidos, o sonho sairá do papel”. O presidente da Aprosoja, Antonio Galvan, defende a construção do trecho de Campinorte a Água Boa como prioridade para a logística do Estado de Mato Grosso. Para Galvan “os recursos já estão garantidos para esta obra pelo governo federal, e outra solução deverá ser buscada para os estados do Pará e Espírito Santo. A obra é de vital importância não só para a região leste, que tem sua produção de grãos aumentando a cada ano, mas também, para o próprio Estado”. Números - Segundo dados do Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a produção de soja e milho na Região Leste de Mato Grosso na safra 2016/17 foi de 19,85 milhões de toneladas, o que representa 32% da produção do Estado. A produção desta região cresce a cada ano e até 2025 poderá alcançar 29 milhões de toneladas entre soja e milho. A FICO, segundo o Movimento Pró-Logística, terá uma capacidade inicialde 10 milhões de toneladas neste primeiro trecho. Andamento – Segundo o Governo Federal, o Estudo e o Relatório de Impacto Ambiental (EIA-RIMA) e o Projeto Básico desta primeira etapa da FICO foram contratados pela Valec. O trecho conta com a licença prévia 493/2014. A expectativa é que o primeiro trecho da Ferrovia de Integração Centro-Oeste esteja pronto em 4 anos, em função do período para elaboração do projeto executivo e da licença de instalação. FONTE: Folha MT.
ubm white

   Conectando pessoas e o mercado global

 

UBM é a maior empresa organizadora de eventos B2B no mundo. Nosso profundo conhecimento e paixão pelos setores da indústria que servimos nos permitem criar experiências valiosas onde as pessoas atingem seu sucesso. Em nossos eventos, as pessoas criam relacionamentos, fecham acordos e crescem seus negócios.

Nossos mais de 3.750 funcionários, com sede em mais de 20 países, atendem mais de 50 diferentes setores da indústria. No Brasil atuamos nos setores da saúde, logística, ingredientes alimentícios, construção civil, construção naval e metroferroviária. Essa rede de relacionamento global com pessoas apaixonadas e líderes de eventos oferece oportunidades únicas para que os empresários alcancem suas ambições. .

 

Filiada à     

 ubrafe branco

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
e-mail invalido
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida