O MERCADO

Investimentos à todo vapor

Com o objetivo de construir novas ferrovias no Brasil e no mundo, e modernizar as já existentes, os principais players nacionais e internacionais do mercado metroferroviário planejam ampliar o número de investimentos no setor.

A China, por exemplo, estuda aumentar os aportes na construção de novas linhas férreas no país em praticamente US$ 10 bilhões além do previsto para 2018, expandindo os projetos já existentes, incluindo a ferrovia planejada para ligar a província de Sichuan e a Região Autônoma do Tibet. A estatal China Railway anunciou que ampliará para mais de 800 bilhões de yuans o orçamento inicial do ano, em relação aos 732 bilhões previstos anteriormente, um acréscimo de 68 bilhões. Outra iniciativa do governo chinês foi retomar as aprovações dos projetos de construção do metrô em várias partes do país.

Em solo nacional, a Rumo Logística conseguiu, após longo tempo de avaliação, um empréstimo de R$ 2,89 bilhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Os recursos agora somam-se aos que a empresa levantou nos últimos três anos com dois aumentos de capital, cada um de R$ 2,6 bilhões, em uma operação de reequilíbrio de dívida e de duas emissões de títulos no mercado internacional, de US$ 750 milhões em 2017 e de US$ 500 milhões em janeiro deste ano. Com isso, a companhia planeja aplicar os valores obtidos na modernização de vias férreas operadas pela empresa, na construção de novos pátios de cruzamento, na aquisição de vagões e locomotivas e no investimento em novas tecnologias.
ubm white

 

 

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
e-mail invalido
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida