O MERCADO

MRS mantém ritmo de crescimento e dá novo salto de 30% no transporte de contêineres

 

Num período em que toda a indústria nacional foi pautada por uma intensa busca pela redução de seus custos operacionais, e graças aos altos índices de eficiência e segurança do transporte ferroviário, a MRS Logística registrou, pelo segundo ano consecutivo, um crescimento superior a 30% no transporte de contêineres. Em 2015, foram transportados 67,7 mil TEUs*, volume 31,4% superior à produção anual de 2014. Com crescimento em todas as rotas e sem nenhum caso de roubo de cargas registrado, este foi o melhor resultado anual da ferrovia com as ‘caixas’ desde 2010.

“Estes dois anos com crescimento acima de 30% são o resultado de uma convergência”, analisa Guilherme Alvisi, Gerente Geral de Negócios para Carga Geral da MRS.

“De um lado, houve um movimento estratégico, uma remodelagem dos serviços e investimentos por parte da MRS. Por outro, estamos experimentando uma certa redescoberta das vantagens da ferrovia pelo setor produtivo, que precisa mais do que nunca de eficiência e custos reduzidos. A ferrovia oferece aquilo de que o mercado mais está precisando”, sintetiza.

Nas rotas ligadas ao Porto de Santos, considerando os fluxos nos dois sentidos (importação e exportação), o volume total de 2015 foi de 57 mil TEUs, representando um crescimento de 57% com relação ao ano anterior. Especificamente na rota entre Campinas e Santos, houve crescimento de quase 80% no volume total transportado (15,3 mil TEUs em 2014 contra 27,5 mil TEUs em 2015). Além do crescimento em volume, outro aspecto importante dos resultados de 2015 é a diversificação das cargas.

“O contêiner aceita virtualmente qualquer carga e facilita qualquer operação, por ser um ativo comum a todos os modais, ideal para a intermodalidade. No ano passado, conquistamos ao todo 34 novos clientes regulares, em segmentos que ainda não tinham experimentado a ferrovia em suas cadeias. Peças plásticas, componentes automotivos, diversos outros produtos industrializados e até sucata foram incluídos ao portfólio de produtos mais tradicionais”, diz Alvisi.

Operação diferenciada – A base da operação com contêineres na MRS é um sistema de grades fixas, com saídas e chegadas com horários pré-determinados, que confere grande previsibilidade para os clientes. As rotas regulares dos trens de contêineres cobrem os eixos Santos-Campinas, Santos-São Paulo, Santos-Vale do Paraíba, Rio-São Paulo e Rio-Belo Horizonte. Graças ao acesso direto aos Portos de Santos, de Sepetiba e do Rio, em 2015 diversos clientes se favoreceram da integração modal entre ferrovia e navegação de cabotagem, criando soluções para escoamento de carga de e para o Norte e o Nordeste brasileiros e para a Argentina. Além disso, desde março do ano passado a MRS oferece um serviço exclusivo de transporte de contêineres entre as margens do Porto de Santos, responsável por mais de 1,2 mil TEUs em 2015.

Fonte: MRS

 

ubm white

 

 

Newsletter

entrada invalida
entrada invalida
entrada invalida
e-mail invalido
Entrada Inválida
Entrada Inválida
Entrada Inválida