O MERCADO

Goiás nos trilhos

O Ministério dos Transportes autorizou dois consórcios de empresas a realizar os estudos técnicos relativos à concessão da BR-163/PA, no trecho entre o entroncamento com a BR-230 (Campo Verde) e o início da Travessia do Rio Amazonas (Santarém). O primeiro consórcio é formado por Setepla Tecnometal Engenharia e Sener Ingeniería y Sistemas. O segundo é composto por Ecoplan Engenharia e Skill Engenharia. A portaria com a decisão está publicada no Diário Oficial da União (DOU).

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) também publicou no Diário Oficial resoluções nas quais autoriza empresas a desenvolver os estudos de viabilidade técnica para subsidiar a outorga de serviço de transporte ferroviário de passageiros entre o município de Luziânia, em Goiás, e Brasília.

As companhias autorizadas a elaborar o material são: o grupo formado por TACV - Desenvolvimento de Sistema de Transporte, Sistran Engenharia e EGL Engenharia; o consórcio formado por Geodata Engineering e Geodata do Brasil; e as empresas Proficenter Negócios em Infraestrutura e Italferr Gruppo Ferrovie dello Stato Italiano.

O prazo final para a elaboração e a apresentação dos trabalhos, tanto para a rodovia no Pará quanto para a exploração da ferrovia de Luziânia, será de 240 dias corridos, contados a partir desta quinta-feira, 14.

Fonte: EM

Search

Mais Lido

    ubm white

     

     

    Newsletter

    entrada invalida
    entrada invalida
    entrada invalida
    e-mail invalido
    Entrada Inválida
    Entrada Inválida
    Entrada Inválida